Equipes de 11 estados conquistam medalhas na final da Olimpíada de História

De volta à lista

Em 19/08, por Assessoria de ImprensaONHB10

Equipes de 11 estados conquistaram medalhas de ouro, prata e bronze na grande final da 10ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB) realizada neste final de semana (18 e 19) na Unicamp, em Campinas-SP. A região Nordeste foi a que levou maior número de medalhas: 59 no total.

Participaram da final 311 equipes, um total de 1,2 mil integrantes. Exceto o Amapá, a final contou com representantes de todos os demais estados. Ao todo, foram entregues 75 medalhas, sendo 15 de ouro, 25 de prata e 35 e bronze. O Ceará foi o estado com mais medalhistas (25), seguido de Pernambuco (15), Rio Grande do Norte (13), São Paulo (10), e Bahia (4).

A cerimônia contou com a participação de autoridades, familiares de finalistas, historiadores de relevância nacional, além dos estudantes e professores que desembarcaram em Campinas vindos das mais diversas cidades do país. Neste ano, a ONHB teve 57,5 mil inscritos desde a fase inicial. As equipes passaram por seis etapas de provas online com duração de uma semana cada. A final contou com a realização de uma prova dissertativa no sábado (18) e cerimônia de premiação neste domingo.

Para a coordenadora da ONHB, Cristina Meneguello, a 10ª edição confirmou o sucesso do projeto, conseguindo atrair novos professores e reafirmar a participação daqueles que tradicionalmente estão na final. “Tivemos algumas surpresas nas medalhas e uma distribuição interessante pelos estados. Além disso, os alunos trouxeram reflexões relevantes sobre os temas propostos na redação da final, como a composição do Congresso Nacional e a importância das eleições para a saúde da democracia. Estamos satisfeitos com um projeto que já tem uma estrutura e tende a crescer cada vez mais”, disse.

Para os alunos medalhistas, a emoção e realização foram grandes. “A gente sabe o que é chegar aqui, representando as escolas públicas. Estamos muito emocionados, pois no ano passado, não conseguimos medalha. Então, prometemos voltar e conseguimos. Estamos aqui representando os alunos das escolas públicas, pois sabemos a dificuldade que passam”, disse Everton Holanda, aluno da escola Liceu do Conjunto do Ceará, de Fortaleza. A equipe “O Bonde”, com integrantes do 3º ano do Ensino Médio levou medalha de bronze.

A professora Blenda Cunha Moura, do Instituto Federal do Acre – Campus Cruzeiro do Sul, foi a única do estado a conquistar medalha. Ela é integrante da equipe “Jesus, Maria e José” e conquistou de prata. “Participo desde a primeira edição e sou apaixonada por este projeto. Começamos com dez equipes, passamos por muitas dificuldades, como falta de internet. Essa medalha tem um peso muito grande para o nosso estado que é muito precário no sentido educacional”.

Como funciona a Olimpíada de História

A Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB) é um projeto realizado pelo Departamento de História da Unicamp. A participação ocorre por meio de equipes formadas por um professor e três alunos matriculados nos 8º e 9º anos do ensino Fundamental e todos os anos do Ensino Médio. É composta por seis fases de provas realizadas de forma online, com duração de uma semana cada. As questões de múltipla escolha e realização de tarefas são respondidas pelos participantes por meio de debate, pesquisa em livros, internet e orientação do professor. O método, totalmente inovador, tem como principal objetivo incentivar o desenvolvimento da análise crítica e discussões sobre os mais variados assuntos, por meio de pesquisa e análise de textos, imagens e mapas. Dessa forma, a ONHB consolida-se como uma importante ferramenta de aprendizado do ensino de História. O projeto tem apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTic), do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e do Programa de Pós-Graduação em História da Unicamp. 

Acre: 1 medalhas (1 prata)

Bahia: 4 medalhas (3 bronze, 1 prata)

Ceará: 25 medalhas (11 bronze, 9 prata e 5 ouro)

Minas Gerais: 1 medalha (1 prata)

Pará: 1 medalha ( 1 bronze)

Paraíba: 2 medalhas (1 bronze, 1 prata)

Pernambuco: 15 medalhas (6 bronze, 5 prata, 4 ouro)

Rio de Janeiro: 2 medalhas (2 bronze)

Rio Grande do Norte: 13 medalhas (7 bronze, 5 prata e 1 ouro)

Rio Grande do Sul: 1 medalha (1 prata)

São Paulo: 10 medalhas ( 4 bronze, 1 prata e 5 ouro)

Com informações Assessoria de Imprensa ONHB

Contato: Bruna Mozer

assessoradeimprensaonhb@gmail.com

Site desenhado, construído e cuidadosamente mantido pela Preface.